Skip to content

What a wonderful world

03/01/2011

Excepcionalmente, este post não contém gatos.

 

Escrevo ao som, na minha cabeça, daquele refrão “há um mundo beeeeem
melhor….”. Não lembro do resto, mas esse trecho da canção basta para o fundo
musical da minha primeira viagem de avião na classe executiva. Oh, yes.

Porque é fato: há um mundo beeeem melhor, localizado nos ares,
feito de poltrona ultrareclinável, copo de vidro e – pasme, minha
gente! – cardápio impresso. Em inglês, português, com duas opções
de entrada (!) quatro pratos principais (!) e duas sobremesas. Tudo
isso será anotado e servido com carinho pelo comissário que
pergunta: “se a senhora estiver dormindo na hora da refeição, posso
acordá-la?” “Se não for pra lavar louça, é claro que pode!”

O medo de lavar louça justifica-se. Ao contrário de Lady Kate, eu não tô
pagando. A viagem a trabalho, na classe econômica, não tinha lugar
marcado – foi quando a imensa chance de eu sentar na fileira do
meio, entre uma criança chorona e um tiozinho que vem nimim
enquanto dorme, acabou virando a improvável poltrona 13 B da classe
executiva.

Poltrona que, assim como o cardápio, oferece alternativas. Al-ter-na-ti-vas.
Posso ficar confortavelmente sentada e confortavelmente deitada, com dois
estágios de conforto entre esses extremos. Se desse, eu guardaria essas opções
intermediárias de acomodação para a volta, quando a econômica me
aguarda. Ô se aguarda!

Pelo menos daqui pra frente, quando eu estiver como um frango dentro da gaiola,
na econômica, me ficarão os ensinamentos da classe executiva. Entre eles, o fato de
que a chamada turbulência não passa do efeito “bercinho”, programado pelas cias.
aéreas para embalar o sono daqueles que dormem nos ares com as pernas esticadas.
Aos frangos, resta apertar os cintos e beber logo a Coca-Cola, pra não derramar.

Ps: Bigatos estão bem, em casa, sob os cuidados da tia Luísa. Trouxe eles comigo nas
malas, que ganharam um monte de pelos brancos durante a arrumação! #saudade

Por Juliana Armstrong

Anúncios
4 comentários leave one →
  1. Jan permalink
    04/01/2011 2:27 PM

    Boa viagem Ju! Bjaum!

  2. permalink
    04/01/2011 4:59 PM

    hahahahahahahahahaahaha! morri de rir!!! nem tenho chance de deixar de ser do time dos frangos. beijo, denise granja.

  3. rebeca vieira permalink
    05/01/2011 2:06 PM

    ai, juliana, tambem estou viajando e longe dos meus gatos. da uma saudade!!!!! A carencia ‘e tao grande que me derreto para qq gato na rua e passo a vergonha de ligar para a faxineira e perguntar se eles estao bem (rs)
    bjs,
    Rebeca

  4. Ale permalink
    31/05/2011 12:48 AM

    A chance de não mais viajar com frango ainda existe!

    Gruda “ni mim”!

    Bj

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: