Skip to content

Protesto contra maus-tratos dos animais

23/01/2012

#todosprotesta no Masp, em São Paulo. Foto: Alê

No domingo, 22, várias cidades do país realizaram protestos contra os maus-tratos animais. Uma manifestação para pedir leis mais rígidas a quem fizer essas crueldades, que parecem estar cada vez mais comuns (elas sempre existiram, mas tanta divulgação faz acharmos que essas atrocidades estão em alta).

Um manifesto contra a enfermeira que aterrorizou e matou o Yorkshire, contra as Donas Dalvas, contra todos que acham que podem fazer o que quiserem contra os bichos, pois estarão impunes. Hoje, nada acontece mesmo. Mas a ideia é mudar esse cenário.

Oi, Dona Dalva! Foto: Alê

Oi, enfermeira do Yorkshire! Foto: Alê

Em São Paulo, a polícia estima que entre 6.000 e 7.000 pessoas foram até a avenida Paulista protestar (e foi foda!). No mínimo, a passeata — que foi do Masp até a Consolação para depois fazer o caminho de volta — mostra quanta gente está a fim de defender esses bichos. Animais que ficam totalmente vulneráveis entre quatro paredes, nas mãos das Donas Dalvas, mas que têm uma multidão disposta a defendê-los.

Tanta gente pode (e assim espero) fazer com que um torturador pense antes de aterrorizar um animal. O bicho pode não se defender, mas “oi Dona Dalva, você teria coragem de encarar essa multidão?”. Imagina soltar a enfermeira do Yorkshire aí no meio. :\

Tanta gente pode (e assim espero) fazer com que um torturador pense antes de aterrorizar um animal. Foto: Alê

Apesar desse meu comentário #vinganca, a passeata foi bem pacífica, com pessoas usando camisetas das mais diferentes instituições de apoio aos animais, alguns cachorros, muitas crianças e todos gritando “Justiça” para os bichos mau tratados.

Passeata pacífica é isso aí! Foto: Alê

Giovana Sanchez (minha amiga, dona da fofíssima Mel, adotada há  quase um ano, e jornalista competentíssima) fez uma reportagem ótema que mostra o descaso da lei na proteção dos animais e também por que essas pessoas fazem isso. Abaixo, os trechos da reportagem da Giovana, que você pode ler completa aqui.

Impunidade
A advogada e presidente da União Internacional Protetora dos Animais (UIPA), Vanice Teixeira Orlandi, afirma: “As autoridades não punem devidamente. A legislação é branda. Todo o procedimento é extremamente moroso pra punir quem pratica esses atos. Atribuo à omissão das autoridades esse número de casos. Existe um descaso, um despreparo das autoridades para lidar com o assunto. Nosso maior desafio é fazer cumprir a legislação. Até hoje ainda não conseguimos.”

Por que maltratam?
A filósofa e especialista em ética animal Sônia Felipe explica: “Uma explicação não imediatista precisa levar em conta a estrutura emocional e moral dessa pessoa. Via de regra, são pessoas que sofreram algum tipo de violência quando crianças, ou na própria carne (estupro, abuso sexual, espancamentos), ou testemunhando esses atos praticados contra alguma outra criança. Quando as crianças são testemunhas de atos destruidores do corpo (atos somatofóbicos), o trauma provoca uma fissura afetiva e moral. Assim, quando a pessoa está sob um estresse emocional ou físico, que leva o cérebro a produzir a mesma química que ele produzia lá na infância, quando as cenas de violência foram testemunhadas ou sofridas, parece que a única válvula de escape, para a pessoa agora adulta, é fazer algo do mesmo tipo com algum animal.”

Sônia Felipe continua. “O fato de serem os cachorros as vítimas mais frequentes desse tipo de maus-tratos se deve ao fato de eles serem parte da família, embora na aparência tenham quatro patas, um focinho, não falem e nem aprendam a ler. A violência praticada contra eles é da mesma ordem da violência praticada por outras pessoas contra o corpo das mulheres, das crianças, dos excepcionais, dos idosos.”

Tatuagem fofa de participante da passeata. Foto: Alê

Adianta protestar?
Adianta. Adianta ir para a Paulista, retuitar e compartilhar no Facebook esse monte de história de crueldade. As entrevistadas da Giovana, a advogada e a filósofa, dizem que o aparecimento de mais casos de maus-tratos nos últimos meses se deve ao aumento das denúncias e à rapidez com que são propagadas nas redes sociais e canais de mídia.

“Hoje tomamos conhecimento dos casos, algo que há cinco anos não era possível, a não ser raramente. Não há aumento dos números. Apenas levantamos uma cortina e o cenário estava lá, montado, desde sempre, sem que pudesse ser visto. Agora é preciso aprender a lidar com esse problema e propor projetos para dirimir a violência contra os animais”, diz Sônia.

Até a Luísa (dir) foi ao protesto. Que Canadá, que nada! Foto: Alê

Essa foto não é do Alê, porque o Alê apareceu. Foto: Luísa

Manjar (frente) e Mingau não foram: descansaram a beleza durante o protesto

Anúncios
8 comentários leave one →
  1. permalink
    23/01/2012 8:46 AM

    Ai, que linda! Você foi também! 🙂
    Eu odeio manifestações em geral porque trabalho perto da Paulista e os adoráveis manifestantes costumam fazer a festa, digo, passeata, às 6as à tarde, complicando a vida de todo mundo que precisa trabalhar/estudar. Nessa eu fiz questão de participar pq foi num domingo, foi pacífica e tinha como objetivo mudar as leis que protegem os nossos queridos. Não adianta matar a Dalva, apesar de não me faltar vontade, porque as outras Dalvas malditas vão continuar por aí. O negócio é acabar com a impunidade e fazer com que esse bando de monstros tenha medo de continuar os absurdos que fazem.

    • 01/02/2012 7:29 AM

      Dê, não dava pra não ir! Concordo com tudo: geralmente não gosto, mas foi super pacífica. Quanto à Dalva, nem gastarei digitação… :\

  2. Marcia permalink
    23/01/2012 2:43 PM

    Adorei o post! Não podemos nos omitir. Consientizar ainda é o melhor meio, já que leis – para que leis, se sempre existe uma brecha na propria lei que vá garantir a impunidade? Valorizar a vida, sempre. Beijos a todos, tbm na Luisa, é claro! Adorei as fotos!

  3. Juliana permalink
    24/01/2012 11:09 AM

    Ju! Saudades. Adoro passar aqui de vez enquando pra ver os gatos que so conheco por fotos. Beijos

  4. 24/01/2012 5:14 PM

    Olá, Juliana!
    Acabei de conhecer o seu blog e adorei. Parabéns! Seus gatos são lindos e você escreve muito bem. Já dei altas risadas! rsrs
    Há duas semanas trouxe dois filhotinhos de gato para casa e estou super apaixonada. Vira e mexe estou na internet pesquisando sobre os bichanos (afinal, nunca tinha tido gatos).
    Mais uma vez, parabéns pelo blog. 🙂

  5. ANA MELO permalink
    31/03/2012 11:18 PM

    BOA NOITE.
    Sem querer entrei em seu blog e adorei seus gatinhos e seu empenho pela punição aos maus tratos a animais.
    Tenho dois gatinhos que peguei na rua.
    Com tres caezinhos não de rua e quatro passarinhos.Veja como amo os animais.
    E torço para que a lei seja severa com quem maltrata os animais.
    Sofro com uma vizinha de apto. que implica com meu cao velhinho alegando que tem mal cheiro devido a idade.
    Ìnfelizmente ainda existem pessoas que são verdadeiros animais, ´pois meus bichinhos, esses são amáveis.
    Parabéns pelo blog.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: