Skip to content

Férias de gato

04/07/2012

Minhas férias de um mês (delicioso) acabam amanhã. Como não viajei, fiquei grudada em Manjar e Mingau, criando assim a categoria “férias de gato” – o ideal seria férias “com” gato, mas entrei tanto no esquema felino que quase virei um deles (é capaz de eu pular alto se vir a uma varinha com penas na ponta, por exemplo). Com base nessa minha experiência, descrevo aqui itens que caracterizam essas tais férias. Note que o conteúdo é (beeeeem!) diferente daquelas reportagens animadonas sobre o que fazer com os filhos no recesso escolar. Uhu!

Mingau e Manjar no clima. É assim que se faz.

> O ideal é marcar as férias para um período de frio – os gatos ficam especialmente fofos e grudentos nessa época. Teoricamente, julho seria ideal. Mas junho foi delícia, com várias manhãs de chuva e frio para acordar e virar pro outro lado (com a gataiada junto, always).

> Com tanto tempo livre, o desocupado obviamente vai querer resolver a vida (médicos, exames, inspeção veicular, visitas, arrumação do guarda-roupas). O importante é não marcar nada para a parte da manhã, porque nas férias de gato você só passa a existir depois do almoço (fuso dos trabalhadores, porque você almoçará no fim da tarde).

Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

> Tanto tempo junto pode fazer com que os gatos deixem de receber o dono na porta, como geralmente fazem depois de um dia de trabalho (afinal, você só foi ao sacolão). Entenda isso como um sinal de intimidade e não de pouco caso.

> Nesse período em que as guloseimas são liberadas (não que a nutricionista precise concordar), pode haver algum estresse entre humanos e felinos. Isso porque os gatos provavelmente não entenderão que você é o único intitulado a comer aquela caixa de bombom, justamente porque está de férias – e nas férias póóóódji.

> Aquele que se propõe a experimentar as férias de gato tem de incorporar o hábito felino de dormir a qualquer hora. Se der uma preguicinha (mesmo após 12 horas dormidas), se joga. O relógio biológico ficará completamente zoado, mas a volta ao trabalho dará um jeito nisso – nem que seja no choque.

> É importante a conscientização para, na volta ao trabalho, o dono não invejar o gato – pelo que consta, ele continuará de férias até o fim da vida. Alguns nasceram para viver de férias, outros para comprar ração. 😉

Por Juliana Garnero

Anúncios
13 comentários leave one →
  1. 04/07/2012 2:00 PM

    Oiinn, muito lindo. sou gatólatra e amo seus post’s, é bem do jeitinho que vc descreve !! Beijocas

  2. 04/07/2012 2:29 PM

    Eu também quero férias de gato!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Beijos,
    Diulara e família felina

  3. basicaacidezânice permalink
    04/07/2012 2:30 PM

    Eu ri muito!!! kkkkk Mas é a mais pura verdade!!!

  4. Alexandra Martins permalink
    04/07/2012 4:11 PM

    Concordo com vc…. Vivemos para comprar ração; vivemos para servi-los!!
    xP

  5. 04/07/2012 5:06 PM

    Ju,
    seu guia é puuurfect! A única coisa que não dá pra seguir é: o dono não invejar o gato. Eu invejo essa vida mansa todos os 365 dias do ano.
    bjo
    Rebeca

  6. Erica permalink
    04/07/2012 6:36 PM

    Veja o lado bom: tem feriado na segunda!!!!!

  7. 04/07/2012 9:18 PM

    Suas férias foram o máximo! Daqui uma semana sou eu que viverei 30 dias grudada nos meus gatolinos e, quer saber? Não vejo a horaaaaa!!!
    Beijos

  8. 04/07/2012 10:18 PM

    Ri muito. É bem desse jeitinho mesmo. Tenho duas moças de bigodes aqui em casa e me divirto com as estripolias de Manjar e Mingau!
    Adoro seu blog. É leitura mais que esperada.
    Beijos.

  9. Desiree permalink
    04/07/2012 11:15 PM

    Qualidade de vida é isso.

  10. Denise permalink
    05/07/2012 9:29 AM

    Concordo com a Rebeca… Impossível não invejar esses sortudos!

  11. 08/07/2012 12:51 AM

    Hahahaaa…tive muuuitos gatos e já tirei “férias de gato”…adorei o post, me fez lembrar como são delicosos e rabugentos…
    Agora tenho cachorros…rss….e cachorro rala!
    Bjim, Dé@
    http://deabrasilcabelos.blogspot.com.br/

  12. 29/07/2013 2:51 AM

    Aiii, me vi neste post. Tirei 15 dias de férias nesse friozão do sul. Fiquei grudada com a Renatinha e com a Godi. Se bem que se tiver um aquecedor ligado, a Godi não sai de perto nem com reza brava. Se quero ela na cama comigo e com o maridão tenho que desligar o aquecedor e deixar a bichana com frio para que venha se aconchegar com o restante da família. As férias de gato estão sendo deveras maravilhosas e só acabam na próxima quarta-feira. Que “dilícia” de férias! Vão deixar saudades e uma preguiça no ar, como as minhas bichaninhas sonolentas nesse inverno magnífico!

Trackbacks

  1. O pica das galáxias « Diário de dois gatos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: