Skip to content

Cat café: a experiência

26/10/2013
Gato malandro é aquele que dorme no cat café: feche os olhos e ninguém o atormentará

Gato malandro é aquele que dorme no cat café: feche os olhos e ninguém o atormentará

Indo direto ao ponto, cat cafés são puteiros de gato: nesses estabelecimentos, você paga para ter a companhia de felinos, enquanto beberica uns bons drink (ou só um cafezinho, como sugere o termo em inglês). Sempre gostei dessa ideia, que parece incrível para alegrar a vida daqueles (infelizes) que não têm gatos ou para quem está longe de seus animais de estimação.

Mas essa boa impressão pode cair por terra quando você vai a um desses lugares. Foi assim comigo, recentemente, durante minhas férias no Japão (tentei soar casual, mas a real é: YEAH, BABY, EU FUI PARA O JAPÃO). E aqui conto como os cat cafés são muito, mas muito mais legais na teoria do que na prática.

Na minha lista do que conhecer na viagem, os cat cafés obviamente apareciam como prioridade. Primeiro pela curiosidade de ir até um lugar desses. Segundo porque eu sabia que sentiria muita saudade dos bigatos – hipótese que se confirmou diariamente durante as férias.

Cat café tem vários arranhadores e muito constrangimento entre os clientes

Lembra do bailinho, quando ninguém te tirava para dançar? Então…

Escolhi o lugar mais conveniente: em Osaka, passei na frente de um prédio, vi a plaquinha e lá fui eu para o quarto andar. O preço é meio padronizado: você paga 1.000 ienes (cerca de R$ 25) e pode ficar no local por uma hora. No meu caso, o valor dava direito a um bom drink: eu fui no suco de manga, mas também havia cafés e bebidas alcoolicas.

Antes de entrar pela porta telada, todos precisam tirar os sapatos. A atendente dá então aos clientes o cardápio com bebidas e uma lista com as regras em inglês. Não pode: tirar foto com flash, fumar, dar bebida aos gatos, incomodar aqueles que estão dormindo ou pegá-los no colo.

Contei 12 gatos no estabelecimento: metade deles estava dormindo. A outra metade fez a egípcia

Contei 12 gatos no estabelecimento: metade deles estava dormindo. A outra metade fez a egípcia

Creio que os gatos são informados sobre essas regras no momento de sua contratação – assim, se quiserem evitar os clientes, basta dormir que ninguém os atormentará. Pelo menos metade dos bichos (contei 12 deles) estava dormindo e foi aí que percebi a roubada do cat café: gato não é cachorro, geralmente resiste a pessoas novas e não vai dar bola para qualquer um que chega perto. Como eu, ingênua, tinha esperado algo diferente?

Diante disso, não surpreende o fato de eu ter sido fortemente rejeitada por toda e qualquer criatura de quatro patas residente no local (uma sala grande, cheia de sofás e arranhadores). Mesmo com minha gargantilha de gato – um indicador que eu era torcedora do time deles -, todo felino do qual eu me aproximei deu um jeito de sair fora. E quando recuei, permanecendo sentada, fui solenemente ignorada.

cat2

Passa mais tarde, agora estou comendo

É uma situação bem constrangedora, porque você fica lá, sem nada para fazer, esperando alguém vir falar (miar) com você. E ninguém vem. E quando você vai, eles saem (MAS É CLARO, ORA, ELES SÃO GATOS!). Se fosse um puteiro de verdade, e não de gatos, eu seria aquele cliente muito fedido, de quem nenhuma das moças chegaria perto. Foi assim que me senti (que dó! Que dó!).

No auge do meu constrangimento, tentei fazer contato com um cosplay do Maru – chamado Shakt, ele imitava tão bem o gato famoso que até ficava dentro de uma caixa de papelão. Shakt aceitou minha tímida aproximação, depois meu carinho e, quando achei que tinha feito um amigo, o bicho APENAS arranhou minha mão.

Cosplay é tão parecido com o Maru que fica até na caixa de papelão

Cosplay é tão parecido com o Maru que fica até na caixa de papelão

Foi assim que eu decidi ir embora, 25 minutos depois de ter entrado, deixando para trás os outros 35 minutos pelos quais eu já tinha pago. Saí de lá com a certeza de que os gatos nasceram para ser servidos – servir, definitivamente, não é com eles.  🙂

Este foi o gato com o qual melhor me relacionei. Não o cinza, da frente. O branquinho, do copo, que cuidou do meu suco de manga

Este foi o gato com o qual melhor me relacionei. Não o cinza, da frente. O branquinho, do protetor de copo, que cuidou do meu suco de manga enquanto eu tentava me dar bem  #fail

Por Juliana Fedidona

Advertisements
12 comentários leave one →
  1. 27/10/2013 1:08 AM

    Oi, Juliana! Quanto tempo! 🙂

    Achei a ideia meio deprimente. O nosso próprio gato já não é muito de chamegos, imagina o gato de aluguel …

    Também quero ir ao Japão!

  2. Luciana Santos permalink
    27/10/2013 5:25 AM

    Esses gatos “hosts” são exatamente como o Filipo aqui de casa. O único carinho que recebo dele é uma eventual mordida no calcanhar ou na batata da perna quando passo por ele distraída…
    Morri de rir com o post.

  3. 27/10/2013 11:41 AM

    Muito boa a sua aventura! Pena vc não ter conseguido aguentar o tempo todo… podia dar mais sorte depois de um tempo se acostumando…

  4. 27/10/2013 1:40 PM

    MEU FILHO,QUE ADORA GATOS ESTEVE EM UM CAT CAFE EM NAGOIA,E TEVE A MESMA IMPRESSAO QUE VC.ELE ME FALOU QUE NAO FOI DIVERTIDO.OS GATOS ,NA SUA MAIORIA DE RACAS,SAO MUITO METIDOS.MAS PUTEIRO DE GATOS FOI MUITO DIVERTIDO. LABEIJOCAS NOS BIGATOS.

  5. Rosane permalink
    27/10/2013 1:53 PM

    Confesso que o termo “puteiro” é bem pejorativo…feio mesmo… fora isso, ja tinha visto uma reportagem, e fiquei pensando exatamente neste ponto..Se todos ali dariam atencao aos humanos.
    Acho que deveria ter uma seleçao previa dos gatos a serem “contratados” para ali estar e alimentar nosso amor por gatos. rsrs
    Conheço alguns gatos que sao a propria personalidade oferecida, dada, que nao perdem tempo em se esfregar nas nossas pernas. Esses que nos fazem crer e ter esperanças.. rsrs

  6. 28/10/2013 3:22 PM

    Achei a ideia bem interessante, isso funcionaria super com os gatos lá de casa… Pena que os que tinham lá eram bem preguiçosos. Achei seu post super divertido kkk Parabéns

  7. Alexandra Martins permalink
    30/10/2013 7:15 PM

    Hey Juuu que máximo sua viagem, bacana!! 😉
    Poxa eu achei que nos cats cafe os gatos eram daqueles bem sociáveis pq afinal se não forem muito, as pessoas não curtem e estressa os gatos;sacanagem isso, mas esquenta não que quando eu for abrir um só vai ter gatinho bem carinhoso resgatado da rua hehe!!

    Beijos Jú e volte sempre!

  8. Patrícia permalink
    02/11/2013 3:05 PM

    Morrí de rir com o termo “puteiro” hehehahahahaha
    Acho que a Lola, minha gata, é uma exceção aos que pensam que gato é metido, frio,indiferente,etc.
    Ela deita de barriga pra cima, lambe a sua mão e ronrona no seu colo – pra qq um que venha aqui em casa. Qualquer um mesmo!
    Acho que vou estranhar ter outro gato depois dela….rs
    Adorei sua descrição do CatCafé, achei que nestes lugares os “contratados” pulavam no colo dos clientes, visto que nos sites de adoção por exemplo, estes gatos dóceis são os primeiros a serem adotados.
    beijo!

  9. 04/11/2013 3:17 PM

    Poxa, Ju, senti exatamente a sua dor de rejeição!! Acho que da próxima vez vc terá que ir com uma gargantilha de cachorro, com a maior cara de “não gosto de gato” e ficar na sua: só um pouco de psicologia felina para mexer no time, hehehehe!!! Ou então, tem que chegar lá às 5 da manhã, que é o horário em que os gatos querem brincar!!!

    Isso me fez lembrar dos abrigos de gatos de Goiânia. Na maioria deles, os gato são muito carentes e sempre vem no colo de qualquer um. Já no Viva Gato, os voluntários pedem que as pessoas visitem os bichanos todos os sábados. Resultado: eles se transformaram nos gatos do Cat Café que vc visitou, kkkkkk!!

  10. 27/06/2014 12:20 PM

    UHEUHEAUHEA puteiros de gato,gostei da comparação

  11. 06/10/2014 6:30 PM

    Ora aí está uma coisa que está a faltar em Portugal (temos um em Lisboa mas acho que é único no país). Mais não seja, estes locais aproximam pessoas e gatos e podem levar alguém a adotar um… quem sabe?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: